segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O erros mais comuns dos amadores de fotografia part I

Há pouco tempo estava a ler um artigo no NY times sobre os erros mais comuns dos fotógrafos amadores.

Achei interessante, muito embora não tivesse concordado com alguns deles.



Vai daí vou destacar algumas que eu penso que sejam importantes e para hoje são as primeiras 3 dicas do que os amadores normalmente fazem de errado quando fotografam com uma SLR.


1-Não usar o manual devidamente nem as vezes necessárias:

 As câmeras SLR, são as que tem o pentaprisma e que permitem ver a imagem correcta no visor, normalmente estas máquinas têm além dos programas a modalidade de Manual.

Esta modalidade convém ser seleccionada quando se entende a luz e a fotografia na sua essência , mas é a modalidade que se utiliza quando queremos controlar totalmente o efeito na imagem que se pretende.

Captar cenas com dinâmica e velocidade deverá ser Manual ou em S , que é a prioridade á velocidade, esta última uma versão semi automática em que o fotógrafo utiliza a velocidade que pretende em função do que está a fotografar. 




2- Utilização de aberturas pequenas ou diafragmas fechados.

Esta função é muito utilizada quando se pretende uma paisagem muito focada desde o primeiro plano ao finito.  Neste caso devemos escolher aberturas mais pequenas como F:11 , 16... dependentemente da lente que estamos a usar, as grandes angulares têm campos de profundidade maiores comparativamente ás tele-objectivas.

Quando se fotografa retratos ou objectos, podemos então controlar o diafragma para aberturas maiores e deixar o foco mais limitado ao objecto que se pretende, criando um campo de profundidade menor e mais destaque ao que se pretende.



3- Utilização do flash incorporado das SLR

Este flash é muito limitado no seu alcance e angulo, normalmente as objectivas de série trazem pára-sol que ao estar na objectiva interfere a a sua sombra fica registada na fotografia.


Outro pormenor é que a sua pouca potência , normalmente não serve mais do que para um retrato  ou para encher com luz uma situação de interior, no exteriores estes flashes não servem absolutamente de nada já que não têm potência suficiente para cobrir nem alcançar distancias mesmo curtas, ao qual é agravado com a pequena abertura máxima que as objectivas de série destes modelos mais populares.

Sem comentários: