quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Slow Photo 1

Desta vez vou dar inicio á série de imagens cujo a característica principal é serem compostas com calma , técnica e elaboradas normalmente em contextos ou sinopses de clientes.

Esta primeira série , trata-se de um trabalho, recente para a Casa Alegre, com loiça de Faiança da Fábrica Bordalo Pinheiro, e nada melhor do que começar a série Slow Photo, com um exemplo de Slow Food.

O desafio feito ao Chef João Rodrigues, do restaurante Feitoria, 1 estrela Michelin, em Lisboa. Trata-se de um prato com cores adequadas á loiça o que não me facilitou o trabalho, uma vez que é um prato adaptado, mas cheio de detalhe, safou ser com poucas cores.

O Chef fez não um, mas dois pratos , o primeiro para a fotografia do prato e um segundo para o seu próprio retrato.

Esta imagem foi efectuada num só ficheiro, tratada em Lightroom e finalizada no Photoshop para densidade dos negros.
Aproveitei o balcão negro para destacar o prato, e iluminei pontualmente a mesa colocada para dar me só o ambiente sem estragar a beleza da confecção.
Nikon D800e
24-70 mm Nikon
Cabeças Bowens
Local: restaurante Feitoria


Para o retrato o Chef João Rodrigues, fez um prato diferente, concordámos em não repetir o prato embora eu não pretendesse destacar mais nada senão a expressão do Chef junto do prato do meu cliente.


Aqui não era minha intenção tornar o prato apetitoso mas sim retratar o Chef, vai daí localizei a luz mais para a face e escureci o fundo.




Retrato do Chef João Rodrigues
Nikon D800E
24-70 Nikon
Cabeças Bowens


Para terminar esta primeira Slow Photo, acabei por brincar com algumas imagens que se fizeram e fazer uma composição com o editor de imagens, juntando para isso 3 imagens que resultaram numa composição gráfica com a presença do restaurante, do chef e destaque para o meu objecto principal.

Edição de 3 imagens para destaque do prato.
Esta imagem foi uma brincadeira para o blog.

 

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Fast Photo 19

Carcavelos, Torre, view
Portugal
Fujifilm XE1
18-55 mm
Tripod
Foto : Filipe Pombo


Ir passear ao fim do dia pela costa de Lisboa, o por de sol único, num mar que nos acalma e encanta a alma.  Forte de São Julião da Barra:
"O Forte de S. Julião da Barra foi construído na segunda metade do séc. XVI, na Foz do Tejo, como um reforço da defesa da cidade de Lisboa e do seu porto, tendo sido considerado como o «Escudo do Reino».
A construção deste Forte nasceu na sequência das obras efetuadas nas costas marroquinas, onde já trabalhara Miguel de Arruda, que foi o Arquiteto que o desenhou. Foi um dos primeiros exemplares maneiristas de fortificação abaluartada construídos em Portugal, vindo a enfrentar as muito poderosas forças de Filipe II que, no entanto, não o chegaram a conquistar, tendo o alcaide e os seus homens optado por o entregarem.
O Forte de S. Julião da Barra, erigido no local onde existia uma ermida em honra do padroeiro dos barqueiros, S. Gião, foi o mais poderoso sistema de defesa do Litoral lisboeta, tendo defendido a barra do Tejo cruzando fogo com a Torre do Bugio."in  http://www.portugal.gov.pt/pt/os-ministerios/ministerio-da-defesa-nacional/quero-saber-mais/quero-aprender/forte-sao-juliao-da-barra/forte-sao-juliao-da-barra.aspx

Forte de São Julião
Fujifilm XE 1
18-55 mm